O ponto de partida está em permitir, a si mesmo, que viva o luto. Os sentimentos são tão poderosos que, se retidos, podem ter consequências profundas. É, assim, normal que o processo de luto seja uma experiência intensa. Apenas com pequenos passos diários, conseguimos recuperar.

Primeiro, devemos atender às nossas necessidades físicas. Temos de fazer um esforço por nos alimentarmos devidamente, pois o sistema imunitário pode estar fragilizado. Devemos, também, repousar, uma vez que o luto consome muita da nossa energia.

É, também, necessário dedicar tempo a nós próprios e procurar meios para expressar os nossos sentimentos, de diversas formas.

Caso sinta dificuldades, procure um especialista. Um profissional pode ajudá-lo, a si e à sua família, a confrontar a perda, de forma segura e num ambiente sereno.